Nossas Bandeiras | Ruy Irigaray

Direito à defesa

O direito à posse a ao porte de armas aos cidadãos devidamente qualificados não pode ser limitado.
O Estatuto do Desarmamento, sancionado em 2003, restringiu significativamente o acesso dos brasileiros às armas de fogo no país. De lá para cá, a criminalidade aumentou significativamente e os homicídios com armas de fogo, por consequência, cresceram 15% em todo o território nacional, de acordo com dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).
O Brasil possui, atualmente, 8,8 armas para cada 100 habitantes e registrou, em 2017, 63 mil homicídios – o que representa uma taxa de 30,8 mortes para cada 100 mil habitantes, conforme dados do Anuário da Segurança Pública 2018. Por outro lado, o Uruguai possui uma
percentual de mortes por armas de fogo muito inferior ao Brasil: em 2017 foram 283 homicídios, com taxa de 6,6 mortes violentas para cada 100 mil uruguaios. O país vizinho conta com 32 armas para cada 100 residentes.
O fim do Estatuto do Desarmamento e a aplicação de novas regras para a concessão da posse e do porte de armas no país é uma das principais bandeiras do deputado Ruy Irigaray. E ele se compromete a levar adiante esta discussão durante seu mandato na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul.

Desenvolvimento do Rio Grande

A roda da economia do Rio Grande do Sul precisa voltar a girar. Para fomentar cada vez mais o desenvolvimento do Estado é necessário atrair novos investimentos e negócios para tornar economia gaúcha pujante novamente e, por consequência, gerar empregos e renda para os
gaúchos nos setores primário, secundário e terciário.
Depois de três anos de retração, a economia gaúcha voltou a crescer apenas em 2017. No entanto, muito aquém da necessidade do Rio Grande e abaixo de outros estados brasileiros: 0,8%, puxado pela agricultura. Mesmo com o tímido crescimento geral, a indústria teve desempenho negativo e apresentou queda de 1,4%, de acordo com a Fundação de Economia e Estatística (FEE). O desenvolvimento do Rio Grande é, portanto, uma das principais bandeiras do deputado Ruy Irigaray, que atua na busca por investimentos, na proposição de legislações que possam fomentar a economia e na discussão de medidas para incentivar a instalação de novos negócios no Estado.

Agronegócio

Responsável por cerca de 40% do Produto Interno Bruto (PIB) gaúcho, o agronegócio é a mola do desenvolvimento do Rio Grande do Sul. Em 2017, a agropecuária cresceu 7,8% e puxou o crescimento da economia do Estado, graças ao aumento da área plantada e dos rendimentos
médios recordes nas culturas de arroz, milho e soja, conforme dados da Fundação de Economia e Estatística (FEE).
Enquanto produtor rural, o deputado Ruy Irigaray conhece as dificuldades do homem do campo e se compromete em atuar, na Assembleia Legislativa, em favor do setor primário, buscando mais investimento em infraestrutura para qualificar o escoamento das safras, segurança para os produtores, novas tecnologias e retenção dos jovens nas propriedades rurais do Rio Grande do Sul.

Segurança pública

Para estancar o aumento da criminalidade é preciso investir na valorização dos órgãos de segurança pública do Rio Grande do Sul. O deputado Ruy Irigaray atua em defesa dos policiais civis e militares, bombeiros, peritos criminais e agentes penitenciários, na proposição de
medidas legislativas para fortalecer a atuação das instituições e em busca de soluções para reduzir a criminalidade no Estado. Isso porque a segurança pública se tornou, ao longo dos últimos anos, uma das principais preocupações da sociedade brasileira. Em 2017, o Brasil registrou 63.880 mortes violentas intencionais – números que superam, inclusive, a guerra da Síria na última década. E a violência, infelizmente, não para de crescer: de 2016 para 2017, os homicídios aumentaram 2,9% em todo o país e chegaram a taxa de 30,8 mortes por 100 mil habitantes, conforme o Anuário da Segurança Pública 2018.
Os servidores da segurança pública também são vítimas da violência. Em 2017, 367 policiais civis e militares foram mortos em nosso país – o que representa a morte de um homem ou mulher que atua em defesa dos cidadãos por dia. Os crimes patrimoniais também preocupam.
Entre 2016 e 2017, mais de 1,1 milhão de veículos foram furtados ou roubados no Brasil.

Gestão pública de qualidade

O deputado Ruy Irigaray prima pela gestão pública de qualidade e, por esta razão, traz a sua experiência empresarial para dentro da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. Por isso, inclusive, montou um gabinete formado por técnicos nas áreas política, legislativa, jurídica e de comunicação e marketing – e não utiliza cargos de confiança por amizade ou por questões político-partidário. Em seu mandato, atua em prol da qualificação e profissionalização da gestão pública.
Entende que gestão pública de qualidade passa por um Estado menos burocrático. É necessário, portanto, buscar soluções que visem a desburocratização da administração pública estadual e criem um novo ambiente de negócios. Os empreendedores não podem aguardar
dias, meses ou até mesmo anos para receber uma licença ou alvará – a morosidade, hoje, acaba afastando o empresário do Rio Grande. Irigaray busca medidas para agilizar os procedimentos para instalação de novos empreendimentos no Estado.

  • Além da gestão pública, outros importantes temas estão no visor do deputado. São eles: Escola sem partido: a escola deve ser um ambiente de aprendizado e não de doutrinação ideológica, política, moral ou religiosa. Sala de aula não é local para propaganda político-partidária e o professor não pode incitar o aluno a participar de manifestações, atos ou passeatas. Irigaray é a favor de uma educação neutra que respeite a posição dos pais e a integridade intelectual e moral dos alunos.
  •  Juventude: o deputado defende políticas públicas voltadas à inclusão de jovens no mercado de trabalho, por meio de programas de ingresso, com formação e qualificação profissional. Atua, ainda, na busca ampliação das redes de proteção social para jovens, de modo a prevenir o consumo de drogas e a combater e coibir o tráfico e a exploração sexual de crianças e adolescentes em território gaúcho.
  •  Esporte para todos: o esporte é uma importante ferramenta de desenvolvimento humano e de inclusão social. Por isso, Irigaray busca o estímulo da prática esportiva, inclusive de alto rendimento para novos atletas, e defende a inclusão de jovens em um amplo projeto integrado com as escolas públicas na atuação desportiva – prevenindo, desta forma, o uso de drogas e criando oportunidades de emprego. Além disso, luta pela inclusão do tiro esportivo como esporte acessível àqueles que desejam aprendê-lo.
  • Saúde pública: os profissionais da área da saúde são o capital humano do Sistema Único de Saúde (SUS). O deputado luta pela  ampliação de recursos do sistema para a saúde mental e pela implementação de uma política de atenção integral a usuários de álcool e outras drogas, que representam uma das grandes mazelas da saúde pública.

MINHAS PÁGINAS

Acompanhe as minhas páginas no Facebook e faça parte deste time, de Jair Bolsonaro!